Criminosos usam disfarces para invadir condomínios.

Em abril de 2015, criminosos dirigindo um carro de luxo se passaram por moradores de um condomínio, localizado no bairro do Itaim Bibi, e invadiram o local para fazer um arrastão.

Criminosos costumam se aproveitar de brechas na segurança do condomínio para agir, se fazendo passar não só por moradores como também por prestadores de serviço, entregadores, amigo de algum morador, corretores de imóveis, oficiais de justiça, entre outros. Cuidados básicos devem ser tomados para impedir que bandidos enganem os profissionais da portaria e consigam entrar na área reservada do condomínio.

Pensando nisso, o Grupo Haganá elaborou uma lista com dicas e cuidados a serem colocados em prática que podem inibir a ação desses indivíduos. Com ações simples é possível evitar constrangimentos e não colocar em risco a segurança de funcionários e moradores.

Principais disfarcesComo fazemComo agir
Funcionários de concessionárias de serviços públicosAlegam ter que fazer reparos em alguma unidade ou ter que entregar em mãos determinado documento.Os funcionários da portaria devem sempre pedir o crachá com foto e não permitir a entrada caso o morador não tenha solicitado o serviço.
O ConhecidoAproveitam enquanto o portão está aberto para a entrada de um morador e conversam para fingir intimidade e entrar junto.O porteiro deve abordar o acompanhante e perguntar para qual unidade ele se dirige.
Corretor de imóveisBem vestido e em pequenos grupos, apresenta-se como corretor alegando visita a uma unidade.

 

É importante confirmar se o morador requisitou a visita do corretor e só permitir a entrada com autorização do mesmo.
Entregador de encomendasPedem para fazer a entrega na unidade ou rendem a pessoa que for à portaria buscá-la.

 

O porteiro deve confirmar se o morador aguarda encomenda. O ideal é ter um “passador de volumes” para não ter que abrir o portão.

 

Oficial de Justiça ou AdvogadoTentam forçar a entrada no condomínio sem se identificar ou apresentando documentos falsos.O funcionário da portaria não deve mudar os procedimentos de

segurança mesmo que a pessoa pareça autoridade e só deve permitir a entrada se o morador

 

autorizar.

De carroCom o carro embicado na garagem, buzinam para que o portão seja aberto.

 

É importante ser extremamente rigoroso na identificação do veículo e motorista. Jamais abra o portão para veículos não identificados.
O Bem VestidoBem vestidos e educados, tentam entrar junto com algum morador para render o porteiro e possibilitar a entrada de seus comparsas.Orientar o porteiro para que não mude os procedimentos de segurança de acordo com traje ou aparência das pessoas.
Funcionário de instituição de caridadeConseguem informações sobre pessoas que fazem doações para instituições de caridade e a procuram pelo nome.

 

O porteiro deve confirmar se o morador solicitou a presença do funcionário. O ideal é que o morador converse pela grade e, se for o caso, use o “passa

volumes” para entregar ou receber objetos.

Dona MariaNa portaria pedem para ir à residência da dona Ana. Como o nome é comum, alguns porteiros caem no golpe.O funcionário que controla o acesso de pessoas deve solicitar ao visitante o número da unidade e só permitir a entrada após a autorização do morador.

O rigor em cumprir os procedimentos de segurança estabelecidos para o condomínio ajuda a evitar situações constrangedoras. No Grupo Haganá, os profissionais que trabalham no controle de acesso de pessoas e veículos recebem treinamento e orientações específicas para que cumpra todos os procedimentos estabelecidos para a proteção de todos.

Grupo Haganá

O Grupo Haganá foi fundado em 1997 e alia potencial humano com a mais avançada tecnologia. O Grupo é composto pelas empresas Haganá Segurança, Haganá Eletrônica e Haganá Serviços Especiais e oferece um pacote completo de soluções de terceirização entre segurança pessoal, vigilantes, escolta armada, ronda, portaria, recepção, limpeza, bombeiros civil, monitoramento de alarmes e imagens, comercialização de equipamentos eletrônicos, controle de acesso e Haganá Vision/Antiarrastão e rastreamento veicular – Haganá Sat.

O Grupo Haganá tornou-se uma organização completa e busca proteger e valorizar aquilo que considera ser o maior patrimônio de todos: a vida.

Criminosos usam disfarces para invadir condomínios.
Avalie a postagem!
Publicado em: 5 de fevereiro de 2016

Arte por Allure e Programação DGAZ Agência de SEO