Síndico profissional: solução para a boa gestão de condomínios

Um condomínio é uma empresa e para geri-lo é necessário muita atenção. Por isso, o conceito de síndico profissional se espalhou nos últimos anos. Além de aplicar um “olhar de fora” na gestão, também evita aos moradores os desgastes que a função impõe no dia a dia, principalmente o desgaste na relação interpessoal.

Sindico Profissional

Vamos entender qual a atuação do síndico e como ele pode resolver os problemas fundamentais na gestão de condomínios, tocando nos pontos principais sobre o assunto:

  • O que é síndico profissional?
  • Como identifcar o perfl ideal do síndico.
  • Como contratar um síndico profissional.
  • Qual a formação do profissional em gestão de condomínios.
  • Por quê contratar um síndico profissional.

O que é síndico profissional?

Criado por conta da complexidade que é gerir um condomínio, a profissão de síndico profissional se tornou viável com uma retificação no Código Civil, quando a Lei passou a admitir um síndico não condômino para a administração de edifícios comerciais ou residenciais. (Lei 10.406/02).

Por ser um cargo de gestão, o síndico profissional deve saber como gerir um condomínio por inteiro. Desde a administração financeira até a gestão das pessoas, passando pelas leis que regem o convívio entre moradores.

Qual a formação do profissional em gestão de condomínios

Em geral, os gestores profissionais têm curso superior completo, além de cursos de especialização. Um bom curso de síndico profissional abrange conceitos desde os mais básicos aos mais avançados. Entre os conceitos básicos, está a gestão de cada área do condomínio: Pessoal, Financeira, Condominial, Administrativa, Segurança e estrutura física. Os conceitos avançados envolvem auditoria contábil, questões jurídicas, gestão de processos, negociação, liderança, facilities e previsão orçamentária, por exemplo.

Perfil pessoal

Não há pré-requisitos definidos para a função, porém o síndico profissional normalmente tem como característica um curso superior e idade entre 45 e 65 anos, além de estar em constante atualização na área. A atualização é nos cursos de especialização.

Para contratar um síndico profissional, os moradores devem ser exigentes, buscando saber sobre o portfólio de condomínios do candidato, experiência prévia e trabalhos atuais, já que, de acordo com o SECOVI-SP, um profissional é capaz de administrar de 15 a 20 empreendimentos por vez.

Como contratar um síndico profissional

Após a escolha do profissional e verificações necessárias, deve-se convocar uma assembléia específica para a aprovação da contratação. Essa aprovação se dá com a maioria simples de votos.

Com o profissional definido e a contratação aprovada, é hora de acertar a papelada. Síndicos profissionais são contratados como prestação de serviço de pessoa jurídica. O condomínio deve contar com assessoria advocatícia para não haver surpresas com o contrato.
Uma dica importante é manter um conselho de moradores atuante, acompanhando de perto o trabalho do síndico contratado.

Por que contratar um síndico profissional

As vantagens em se contratar um profissional em gestão de condomínios são várias. A sua “visão de fora” traz ideias diferentes para a gestão, acrescentando novidades ao olhar rotineiro dos condôminos. Além disso, uma gestão profissional pode economizar através da escolha de melhores fornecedores ou da simples renegociação de contratos que, quando feita por profissionais, gera bons resultados.

O problema do relacionamento interpessoal é facilmente resolvido com um profissional contratado. Uma atuação imparcial faz com que a gestão do empreendimento flua naturalmente.

O estudo e atualização constante de um síndico profissional permite que sua atenção esteja voltada também aos detalhes. Portanto, a manutenção geral estará sob olhos mais atentos, evitando notificações sobre conservação ou problemas gerados por detalhes que poderiam ser facilmente resolvidos.

A gestão de condomínios é um assunto complexo, envolve diversas áreas de conhecimento e exige atenção contínua. Falando em custos diretos, é fato que um condômino dedicado pode ter um menor custo inicial, mas com o tempo uma gestão profissional pode apresentar resultados financeiros melhores.

Um síndico contratado tem mais conhecimento para efetuar a contratação de serviços terceirizados, como limpeza e segurança, por exemplo. Além do conhecimento que um profissional traz, as soluções implantadas podem ser de grande valor ao condomínio e aos moradores.

Para entender melhor o serviço desse profissional, preparamos uma cartilha especial com dicas de gestão, equipamentos e procedimentos de segurança. Clique aqui para baixar a Cartilha do Síndico.

Síndico profissional: solução para a boa gestão de condomínios
Avalie a postagem!
Publicado em: 29 de março de 2018

Arte por Allure e Programação DGAZ Agência de SEO